O Voleibol Brasileiro no Mundo

Competições, Notícias e Regras Oficiais.

Árbitro pra quê??

É REALMENTE NECESSÁRIO ALGUÉM PARA CONDUZIR UMA PARTIDA DE VOLEIBOL?

Arbitragem Brasileira

Arbitragem Brasileira na Liga Mundial

Em função da importância dos eventos, e principalmente ao ” RESPEITO “ aos que deles participam, aqueles que estão designados para conduzir o bom andamento das partidas, os Árbitros, devem estar preparados para cumprir seus deveres, entendendo o significado e a importância do seu desempenho. 

Arbitrar não consiste simplesmente em conduzir uma partida, a competência exigida ao Árbitro, é adquirida por intermédio de experiência adquirida na participação de eventos de voleibol durante anos. ( Imagine um jogo, sendo arbitrado por uma criança, sem conhecimento, sem responsabilidade, inocente dos seus atos ).

O Árbitro, deverá tratar a todos com respeito e manter distância dos atletas, eliminando assim qualquer dúvida sobre a sua neutralidade. ( Imagine um jogo, com um dos seus  adversários arbitrando ).

O Voleibol não é jogado apenas para a satisfação dos jogadores, sem platéia, e sim para um público que igualmente merece o “respeito” pelo bom andamento do espetáculo.

O Árbitro é imprescindível na Competição, seu dever é ajudar na retaguarda dos jogos e conduzir as partidas com imparcialidade e conhecimento. 

O Árbitro deve ser uma parte integrante do jogo, ele deve ser um especialista, trabalhando para o jogo e jogadores, e somente se for absolutamente necessário tomará uma ação negativa, intervindo somente quando houver absoluta necessidade.

Ao Árbitro se exige uma postura ética, esta postura pode ser definida por alguns aspectos:

  

·         Boa comunicação para os Esclarecimentos;

 

·         Conhecimento das Regras do Regulamento;

 

·         Consistência para a aplicação da Regras;

 

·        Capacidade de tomar Decisões. 

 

Para uma ” Boa Arbitragem “ é imprescindível uma decisão clara é rápida, demostrando a todos, o conhecimento da Regra e que sua decisão foi acertada, e assim inibindo qualquer tipo de reclamação, e problemas com o espetáculo.

O Árbitro, se encontra sempre sob pressão e sua capacidade  será colocado à prova, pois é sua, a responsabilidade de aplicar a regra da forma correta, e isso permite ao Árbitro não ter medo de errar, e assim como é interesse de todos, a Competição estará fadada ao sucesso,  sempre!!

 

11 de dezembro de 2008 Posted by | Orientações Gerais | 1 comentário

Técnico cria “Stanley de Aço”

"Stanley de Aço"

"Stanley de Aço"

Com saques de até 118km/h, o oposto norte-americano Clayton Stanley, de 30 anos, foi o maior algoz da derrota da Seleção Brasileira Masculina de Vôlei na final da Olimpíada de Pequim, por 3 a 1, de virada, em agosto. A tática era simples: mandar as “bombas” – geralmente em cima do principal atacante verde-amarelo, Giba – para tentar tirar a bola das mãos do levantador Marcelinho e acabar com o principal trunfo do time de Bernardinho, a velocidade, seja pelas pontas, seja pelo meio. Qualquer equipe que vai enfrentar os campeões olímpicos em Atenas 2004 e bicampeões mundiais sabe que o caminho para a vitória é esse.

O difícil sempre foi conseguir acertar a quadra brasileira com saques fortes e potentes, sem errar e de forma seguida. Mas foi o que os EUA fizeram, especialmente Stanley, para tirar o ouro da geração mais vitoriosa da história do esporte. Segunda-feira, os jogadores do Vivo Minas tiveram um encontro com um Stanley em forma de robô, uma máquina de saque adaptada pelo técnico Antônio de Resende, o Toninho, e testada pela primeira vez em um clube do Brasil.

Toninho teve contato com a máquina no início do ano, na Espanha, onde passou os últimos nove meses treinando a Seleção Juvenil do país. Assistente-técnico de Percy Oncken na Seleção Juvenil do Brasil, campeã mundial ano passado, ele enviou informações técnicas sobre o equipamento a um amigo, que tem uma indústria de metal, e o primeiro modelo ficou pronto há alguns dias.

- A potência da máquina é regulável, o que permite treinar equipes mirins femininas até adultas masculinas. Atende a todas as categorias. Também conseguimos programá-la tanto para saques viagem quanto flutuante. Além disso, pode ser usada para treinar defesa, se a colocarmos perto da rede. Ela chega até 3,20m, média de altura do alcance dos ataques no masculino. É uma arma interessante no treinamento de recepção. Dificilmente, conseguimos reproduzir, nos treinos, a força de um ataque ou saque adversário durante o jogo tantas vezes seguidas – explica Toninho.

A máquina funciona como um canhão e é operada por uma pessoa em cima de uma mesa. A altura pode ser regulável e a pessoa direciona os “tiros” de acordo com a tática escolhida pelo treinador: em cima do líbero, do principal atacante, com força no fundo da quadra ou flutuante perto da rede. O “Stanley de metal” ainda está sendo testado, tanto que Toninho ainda não tem detalhes como preço, número de saques por minuto e velocidade máxima da bola.

11 de dezembro de 2008 Posted by | Notícias | 4 Comentários

Dante derrota Giba

Dinamo de Moscou

Dínamo de Moscou

 

Domingo de festa para o Dínamo de Moscou, campeão da Copa da Rússia 2008. Festa de Dante, ponta brasileiro que é o destaque da equipe de vôlei da capital.

O Dínamo venceu o Iskra Odintsovo, do ponta Giba, e ficou com a taça da competição, que reuniu, no último fim-de-semana, as quatro melhores equipes do país em Novosibirsk, onde foram disputadas as semifinais e a decisão do campeonato.

Depois de derrotar o Kazan, sábado, o Dínamo, atual campeão russo, virou o jogo contra o Iskra e venceu por 3 a 1 (parciais de 23-25, 25-18, 25-20 e 26-24), e Dante comemorou seu primeiro título na Rússia.

- Foi uma partida linda, muito bem disputada, um jogo de ataques, com os dois times jogando em alto nível. Foi emocionante - lembra o goiano.

- Para mim, esse título foi importante demais, porque, logo no meu primeiro ano, na minha primeira competição, já fomos campeões e diante de um dos maiores rivais do Dínamo.

Iskra Odintsovo

Iskra Odintsovo

 

Vamos comemorar muito esse título, um resultado que nos dá ainda mais força para seguir em busca dos títulos do Campeonato Russo e da Liga dos Campeões – completou ele, medalha de ouro nas Olimpíadas de Atenas-2004 e de prata nas Olimpíadas de Pequim-2008.

O Dínamo de Moscou, de Dante, é o líder do Campeonato Russo 2008 / 2009, lutando pelo bicampeonato, e é líder invicto e isolado após duas rodadas do Grupo B da Liga dos Campeões.

11 de dezembro de 2008 Posted by | Notícias | Deixe um comentário

Ball cai na Champiom League

O cubano Marshall MVP do Jogo    

O cubano Marshall MVP do Jogo

 

Com 11 pontos marcados, o ponta brasileiro João Paulo Bravo juntamente com o oposto Leonel Marshall, ajudaram o Pianceza a derrotar o Zenit Kazan, da dupla americana Lloy Ball e Clayton Stanley, na casa do adversário na Rússia.

 

O confronto foi pela Liga dos Campeões da Europa, a Champion League.

O jogo foi 3 sets a 1, com parciais de 22-25, 25-23, 25-22, 25-22.

 

O destaque do jogo foi o oposto cubano Leonell Marshall, do Piacenza, autor de 23 pontos e eleito o MVP do confronto.

O ponto negativo do jogo foi uma contusão do levantador italiano Meoni ainda no primeiro set.

Mas seu substituto, Boninfante, conseguiu dar conta do recado e guiar o time à vitória.

11 de dezembro de 2008 Posted by | Notícias | Deixe um comentário

Finais da Liga Mundial na Sérvia

Sérvia sediará as Finais da World League  

 

 

Sérvia sediará as Finais da World League

 

 

 

A Federação Internacional de Vôlei (FIVB) anunciou nesta quarta-feira que a Sérvia é a sede da fase final da Liga Mundial do ano que vem.

A fase será realizada de 22 a 26 de julho, na Arena de Belgrado, na capital sérvia.

A Sérvia disputada a honraria de receber a decisão com os EUA e a China. 

As 16 seleções nasculinas que participarão da Liga 2009 são:

Sérvia, EUA, Itália, Brasil, Polônia, Finlândia, Venezuela, China, Rússia, Japão, Cuba, Bulgária, França, Coréia, Argentina e Holanda.

11 de dezembro de 2008 Posted by | Notícias | 1 comentário

   

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.