O Voleibol Brasileiro no Mundo

Competições, Notícias e Regras Oficiais.

Renan, uma aposta gigante do vôlei brasileiro

De oposto, o gigante de 2,15m foi passado para o meio-de-rede e vem se destacando no Campeonato Mundial Juvenil, que está sendo disputado na Índia

De oposto, o gigante de 2,15m foi passado para o meio-de-rede e vem se destacando no Campeonato Mundial Juvenil, que está sendo disputado na Índia

Renan Zanata Buaitti chegou à seleção brasileira de vôlei em 2007 como oposto. Depois de disputar o Campeonato Mundial infanto-juvenil – em que o Brasil terminou na sétima colocação – e de ficar fora do Sul-Americano de 2008 – em que a equipe conquistou a medalha de prata -, o jogador voltou a vestir a camisa verde-amarela neste ano de 2009. No alto de seus 2,15m, Renan sempre foi visto como uma peça importante para o time, mas precisava melhorar seu rendimento.

E há pouco mais de três meses, depois de conversas entre a comissão técnica da equipe juvenil, o treinador Percy Oncken encontrou a solução: resolveu apostar e mudar a posição do atleta em quadra.

– Necessitávamos de centrais altos. Isac e Aurélio, dois jogadores da posição, ainda não haviam se apresentado à seleção e resolvemos apostar no Renan para o meio-de-rede. Ele começou ajudando nos treinamentos, mas cresceu consideravelmente e, hoje, se apresenta realmente como um central – diz o técnico Percy Oncken, que está à frente da seleção brasileira na disputa do Campeonato Mundial juvenil masculino, em Pune, na Índia.

Satisfeito com o desempenho do jogador, Percy espera que Renan tenha um excelente futuro como meio-de-rede.

– Optamos pelo Renan ao invés de outros centrais de origem por causa de sua estatura avantajada. Ele evoluiu muito durante a preparação para este Mundial, agarrou a oportunidade e, agora, está correspondendo em quadra. O jogador é alto, veloz e tem capacidade de salto. Espero que ele continue evoluindo e tenha um futuro brilhante pela frente – afirma o treinador brasileiro.

Apesar de já adaptado à nova função, Renan confessa que, no início, foi difícil mudar o estilo de jogo.

– Sou canhoto e tinha uma facilidade maior para jogar como oposto, na saída de rede. Depois que me tornei central, passei a desempenhar outros papéis. Agora, tenho de bloquear em todas as posições, movimentar-me por toda a rede. Além disso, aprendi a atacar com mais velocidade. No começo foi difícil, mas já me adaptei. O importante é que estou conseguindo jogar bem – conta o mineiro Renan, de 19 anos, titular da equipe brasileira na disputa do Mundial.

Se depender do desempenho do jogador neste início de competição, o técnico Percy Oncken já pode dizer que a aposta deu certo. Terminada a primeira fase, Renan destaca-se como o melhor bloqueador desta 15ª edição do Campeonato Mundial da categoria.

Anúncios

4 de agosto de 2009 - Posted by | Notícias, Temporada 2009

Nenhum comentário ainda.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: