O Voleibol Brasileiro no Mundo

Competições, Notícias e Regras Oficiais.

Brasil passa pela China no Grand Prix

Foi bem menos sofrido que a partida contra a Rússia, mas não pode se dizer que a seleção brasileira feminina derrotou facilmente a China na madrugada desta quinta-feira (no horário de Brasília), pela segunda rodada da fase final do Grand Prix, que está sendo disputada em Tóquio. Apesar dos três sets a zero, as brasileiras só conseguiram deslanchar no fim dos dois primeiros sets e no terceiro teve de suar muito para vencer: as parciais foram de 25/22, 25/20 e 31/29.

Com Natália inspirada, campeãs olímpicas continuam invictas

Com Natália inspirada, campeãs olímpicas continuam invictas

Esta foi a segunda vitória na fase final das invictas campeãs olímpicas, que lutam pelo oitavo título no Grand Prix, e a 11ª na competição deste ano. A melhor jogadora em quadra foi a jovem Natália, que fez 19 pontos, muitos deles decisivos. Nesta sexta-feira, às 3h30m, pela terceira rodada, o Brasil enfrentará a Alemanha, que tem uma vitória e uma derrota na fase final, com transmissão ao vivo da Rede Globo.

Na primeira partida do dia, a Holanda suou muito novamente para conseguir a sua segunda vitória nesta fase do Grand Prix. Como na véspera, quando derrotaram a China, as holandesas precisaram de cinco sets para superar as alemãs, com parciais de 19/25, 25/21, 25/22,21/25 e 15/13.

O jogo

Com Yanni Zhao no lugar da estrela Yunwen Ma, a China começou o jogo marcando o primeiro ponto do jogo e dando trabalho para o Brasil, que abriu 5 a 2, mas permitiu que as adversárias encostassem em 6 a 5. As brasileiras, porém, foram para a primeira parada técnica com 8 a 6 a seu favor.

Na volta à quadra, o jogo continuou equilibrado. Com jogadas velozes, as chinesas conseguiram empatar em 10 a 10, 11 a 11 e 12 a 12. Uma cortada de Mári em ataque do fundo da quadra levou o Brasil a abrir dois pontos. Foi o primeiro da atacante brasileira na partida.

Na madrugada desta sexta, o Brasil enfrenta a Alemanha

Na madrugada desta sexta, o Brasil enfrenta a Alemanha

Em seguida, Sheilla deu uma largada de alta categoria e pôs 15 a 12 no placar, obrigando o técnico chinês Bin Cai a pedir tempo pouco antes da segunda parada. Pouco adiantou, Sheilla fez o 16º ponto brasileiro de saque.

Com ótimos saques e bloqueios, a seleção brasileira foi encaminhando sua vitória no primeiro set, abrindo cinco pontos de vantagem a partir de 19 a 14 até 22 a 17. A equipe do Brasil começou a errar e permitiu que a China diminuísse a desvantagem para dois pontos. Mas Sheilla está em grande fase e com um ponto dela, finalmente o Brasil fez o 23º ponto. O 24º veio de um erro no ataque chinês e o último após violentíssima cortada de Natália. No fim, Brasil 25 a 21.

Segundo set um pouco mais tranquilo que o primeiro

O segundo set começou equilibrado como o primeiro, mas com bons ataques de Natália as brasileiras conseguiram abrir uma vantagem de 6 a 3. Bin Cai pediu tempo para tentar acertar sua equipe, que fez dois pontos seguidos na volta à quadra e conseguiu o empate em 7 a 7. Em contra-ataque que Mári aproveitou bem, o time brasileiro foi para a primeira parada do set com 8 a 7 a seu favor.

As campeãs olímpicas voltaram melhores à quadra e começaram a abrir vantagem até que chegaram a 13 a 9 e fez o técnico chinês pedir tempo novamente. A equipe chinesa se acertou outra vez e fez dois pontos consecutivos. No entanto, as brasileiras demonstravam muita consistência e com um bloqueio fez o seu 14º ponto. Com outro belo ataque de Natália o Brasil foi para a parada técnica com 16 a 13.

A equipe brasileira manteve a vantagem e a ampliou no momento decisivo do set, indo a 22 a 16. Com isso, parecia ser só uma questão de tempo a vitória do Brasil, porém as chinesas não se entregavam e fizeram três pontos seguidos que preocuparam o técnico José Roberto Guimarães, que pediu tempo. Deu certo, Sheilla pôs a bola no chão adversário e fez o 23º ponto. Logo depois a mesma atacante, em bloqueio, fez o 24º. O set foi fechado em 25 a 20 com um ataque no meio da rede de Thaisa.

Muita emoção no terceiro e último set

Sheila também fez sua parte

Sheila também fez sua parte

O panorama do início dos dois primeiros sets foi mantido no terceiro. Mas desta vez foram as chinesas que foram com vantagem para a primeira parada técnica: 8 a 7. O time chinês conseguiu abrir dois pontos de vantagem, mas após um erro as brasileiras conseguiram empatar em 10 a 10.

O jogo ficou muito parelho, mas sempre com vantagem das chinesas, que foram para a segunda parada técnica com 16 a 14, após um bloqueio em Mári. As chinesas fizeram mais um ponto, mas dois erros seguidos permitiram que o Brasil empatasse em 17 a 17. Natália, que atuava com grande personalidade, fez o 18º, e Mári, o 19º, abrindo uma vantagem importantíssima para as brasileiras num momento crucial do jogo.

O técnico chinês pediu tempo, mas na volta Natália voltou a carga e fez o 20º e o 21º pontos do Brasil. Um erro de Sheilla deixou a China a um ponto do Brasil (20 a 21) e na jogada seguinte, Dani Lins insistiu com Sheilla, que não conseguiu virar. Porém, as chinesas se precipitaram e deram o 22º ponto para o Brasil.

O final do terceiro set foi muito disputado, mas com uma cortada de Sheilla que resvalou no bloqueio chinês, o Brasil fez 24 a 22 e teve a seu dispor o primeiro match point da partida. No entanto, as chinesas se aproveitaram de erros brasileiros e empataram em 24 a 24, quando Zé Roberto pediu tempo.

Numa largada improvável de Natália, o Brasil fez o 25º, mas numa disputa na rede a China voltou a empatar. Um erro da Fabiana no meio de rede deu às chinesas a chance de vencer o set e continuarem vivas na partida. O técnico do Brasil pediu outro tempo e Sheilla empatou o jogo em 26 a 26.

Era lá e cá e a China fez 27º ponto, mas Natália empatou novamente em diagonal. A equipe chinesa furou o bloqueio no meio e fez o 28º, mas na jogada seguinte, o bloq brasileiro funcionou e ficou tudo igual. Mais uma vez Natália brilhou e fez o 29º ponto brasileiro, porém as chinesas voltaram a empatar. A jovem atacante do Brasil voltou a aparecer e fez o 30º ponto. E a vitória veio no bloqueio: 31 a 29.

Times:

BRASIL – Dani Lins, Fabiana, Thaisa, Mári, Natalia e Sheilla. Líbero: Fabi. Entraram: Regiane, Joyce e Ana Tiemi.
CHINA – Qiuyue Wei, Juan Li, Ming Xue, Yunwen Ma, Yanni Zhao e Na Yin. Líbero: Xian Zhang. Entraram: Jinling Chu e Yunli Xu.

Anúncios

20 de agosto de 2009 - Posted by | Notícias, Temporada 2009

Nenhum comentário ainda.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: