O Voleibol Brasileiro no Mundo

Competições, Notícias e Regras Oficiais.

`O que está em jogo é uma final`, diz o técnico Bernardinho

CÓRDOBA (ARGENTINA), 24.07.10 – Após um clássico, outro clássico. Mas desta vez, valendo a nona medalha de ouro da Liga Mundial. Brasil e Rússia decidirão a final da 21ª edição da competição neste DOMINGO (25.07), às 21 horas (horário de Brasília). Este será o 28º encontro entre brasileiros e russos na história da Liga, e a vantagem é do Brasil. São 17 vitórias contra dez derrotas. Na última vez em que estiveram frente a frente, na Liga do ano passado, a seleção brasileira venceu por 3 sets a 0.

O técnico Bernardinho já adiantou que deverá colocar em quadra para a decisão o time que terminou o jogo contra os cubanos.

“Depois dos jogos que não jogamos nosso melhor, começamos mal a partida, mas depois jogamos como estamos acostumados: com volume, sacando forte e bloqueando. Amanhã temos que jogar com a cabeça, de forma inteligente, com velocidade. Creio que manterei a base que terminou a partida. Não podemos permitir que a Rússia faça muitos pontos de bloqueio como fez na semifinal. Não adianta enfrentar o bloqueio na força. O que está em jogo é uma final. Não importa se vamos ou não passar a Itália e nos tornar o maior campeão da Liga Mundial”, ressalta Bernardinho.

Maior pontuador da semifinal contra Cuba, com 16 pontos, o ponteiro Dante conhece como ninguém a Rússia, onde joga – inclusive, com quatro jogadores da seleção: Grankin, Berezhko, Volkov e Shcherbinin -, no Dinamo de Moscou.

“A Rússia é uma equipe mais ou menos parecida com Cuba. Quando eles estão na frente, fica difícil ultrapassá-los. Mas, quando estão em desvantagem, eles têm dificuldades de se recuperar. Temos que continuar forçando o saque como fizemos contra o time cubano. Se, hoje fomos bem, amanhã temos que ser melhores ainda”, afirma Dante.

Com grandes defesas, o líbero Mário Jr foi um dos destaques da vitória sobre a equipe de Cuba. Para ele, o que vai decidir o título neste DOMINGO (25.07) é o coração.

Líbero Mário Jr diz que seleção tem que entrar com o coração

Líbero Mário Jr diz que seleção tem que entrar com o coração

“Temos que entrar desde o início com tudo, com o coração desde o primeiro set e do primeiro ponto até o final. Sair de quadra com o pensamento de que deu o máximo”, diz Mário Jr.

O levantador Marlon, que novamente saiu do banco e também teve uma excelente atuação contra Cuba também diz a receita para o Brasil chegar ao nono título da Liga Mundial.

“Jogamos bem contra Cuba, mas contra a Rússia, precisamos ser perfeitos. Os russos são mais conscientes e experientes que os cubanos”, adverte o levantador. “Foi uma bela vitória a de hoje, mas em relação ao meu desempenho, espero muito mais. Acho que estou muito abaixo do que eu posso fazer”, completa.

Anúncios

25 de julho de 2010 - Posted by | Notícias

Nenhum comentário ainda.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: