O Voleibol Brasileiro no Mundo

Competições, Notícias e Regras Oficiais.

Na vontade do estreante Maurício, Brasil vence segundo amistoso contra os EUA

A não ser por um segundo set emocionante, a vida do Brasil foi mais fácil no segundo amistoso contra os EUA, em Montes Claros. Se na primeira partida, na terça-feira, a seleção venceu os rivais de virada, os comandados de Bernardinho não cederam nenhuma parcial aos americanos e venceram por 3 sets a 0 (25/19, 31/29 e 25/15).

Brasil e EUA voltam à quadra para o terceiro amistoso na próxima sexta-feira, às 19h, no ginásio Sabiazinho, em Uberlândia. A cidade mineira receberá também os outros dois confrontos, no sábado e no domingo.

Maurício (à direita) conversa com Giba

Maurício (à direita) conversa com Giba

O destaque da partida desta quarta foi um estreante. O ponteiro Maurício, eleito o melhor jogador do Mundial juvenil, vencido pelo Brasil neste ano, entrou em quadra pela primeira vez com a seleção adulta e mostrou serviço. Mal começou a partida, marcou o primeiro ponto de um set vencido com facilidade pelos brasileiros: 25/19.

A vida fácil no primeiro set não se repetiu na segunda parcial. Os americanos voltaram melhores em quadra e passaram a complicar o jogo dos brasileiros. A partida ficou bastante disputada e foi decidida na força dos centrais brasileiros, que, quando não bloqueavam, dificultavam as bolas dos americanos e facilitavam a defesa. O set se estendeu bastante e só foi terminar em 31/29 a favor da equipe verde-amarela.

Na terceira e última parcial, os brasileiros voltaram a impor seu ritmo de jogo. À base da vontade e da dedicação dos jogadores, o Brasil não deu qualquer chance aos rivais. Com destaque para o oposto Leandrão, bastante acionado pelo levantador Marlon, o time de Bernardinho fechou a partida em 25/15.

Ao fim do jogo, Maurício parecia não acreditar na boa exibição na estreia. Ele diz, no entanto, que seu caminho está apenas começando e que o que ele mais quer é se manter no grupo.

– Jogar ao lado dos melhores do mundo é especial. Além disso, consegui realizar outro sonho hoje, que era jogar ao lado do Giba. Falei isso para ele quando terminou a partida. Minha meta é continuar trabalhando bastante para sempre ser lembrado pelo Bernardinho. O que mais quero é estar aqui com esse grupo maravilhoso – disse o ponteiro.

Homenageado pelo companheiro, Giba fez questão de elogiar o desempenho de Maurício contra os EUA.

– Olha, não sei nem como me expressar. É muito bom saber que ele tem essa admiração por mim. É a prova de que seu trabalho deu certo. Eu me sinto lisonjeado pelo que ele me disse no fim do jogo e só tenho a agradecer. É indiscutível que ele tem muito talento. É um jovem de cabeça boa e que, sem dúvida, vai estar muitas e muitas vezes na seleção brasileira – disse Giba.

Anúncios

23 de setembro de 2009 Posted by | Notícias, Temporada 2009 | Deixe um comentário

Brasil vence o primeiro confronto

A chuva chegou a Montes Claros logo no início do jogo amistoso entre Brasil e Estados Unidos e amenizou um pouco o calor que faz na cidade do norte mineiro. No entanto, dentro de quadra, nesta terça-feira (22.09), a temperatura era quente. Diante do ginásio Tancredo Neves lotado a seleção brasileira começou bem a série de cinco partidas diante dos norte-americanos e venceu por 3 sets a 1 (23/25, 25/18, 25/20 e 25/21). Nesta quarta-feira (23.09), as duas equipes se enfrentarão novamente, às 19h, no mesmo local.

Ciente de que os confrontos com os Estados Unidos serão de grande valia para a evolução de seus jogadores, o técnico Bernardinho analisou o confronto como positivo.

“Os dois times estavam bastante modificados. Estamos realizando testes e, por isso, acho que foi um bom desafio”, diz Bernardinho.

No primeiro set, o time brasileiro começou bem e logo abriu dois pontos de vantagem num ace do meio-de-rede Eder. No entanto, o ponto de saque, uma das maiores armas da equipe comandada pelo técnico Bernardinho, não foi repetido mais vezes.

Sem quebrar o passe norte-americano, o Brasil acabou enfrentando um adversário de bom nível técnico e que não estava disposto a vender fácil uma derrota. Os norte-americanos, comandados pelo levantador Winder e pelo ponteiro Salmon, endureceram o jogo e conseguiram virar o placar logo no primeiro tempo técnico: 8/7.

O time brasileiro melhorou na partida e voltou a comandar o marcador: 16/14. No entanto, os Estados Unidos estava ligado na partida e conseguiu empatar em 18/18, para depois virar e fechar a parcial: 25/23.

“Foi um começo difícil para nós. No primeiro set estávamos presos e sentimos um pouco a falta de ritmo. Aquela velha máxima de treino é treino, jogo é jogo é uma grande verdade”, analisa o líbero Mário Jr., que substituiu o titular Serginho, que sentiu dores nas costas e acabou ficando de fora do primeiro jogo contra os norte-americanos.

No segundo set, os brasileiros, mesmo sem conseguir entrar com seus saques, melhoraram na partida. Esse fato, somado a queda de rendimento dos norte-americanos mudou o rumo da partida. O Brasil comandou toda a parcial e no segundo tempo técnico a vantagem era de dois pontos: 16/14.

Após a última parada técnica, a diferença no placar só fez aumentar e acabou terminando em sete pontos: 25/18.

A terceira parcial voltou a ser bastante equilibrada. As duas equipes trocavam pontos, mas o Brasil continuava dominando. Com muitos erros de saques dos dois lados, o set acabou se definindo nesse fundamento, mas com um acerto. Thiago Alves foi para o saque e acertou um torpedo em cima do ponteiro Salmon, que tentou defender e não conseguiu: 25/20 para os brasileiros.

No quarto e último set, o time brasileiro sacou bem e, assim, o bloqueio apareceu como trunfo para finalizar a partida. Desde o início comandando o placar, o Brasil abriu quatro pontos já no primeiro tempo técnico: 8/4. A diferença foi mantida até o final da parcial, quando o Brasil fechou em 25/21.

“Depois de perder o primeiro set, nosso time acordou e voltou a jogar. Nossa maneira de atuar é sempre buscando os pontos. Jogamos para frente, comandando o placar e fizemos isso nas outras parciais. Foi uma experiência boa e iremos evoluir durante esses quatro jogos que restam”, diz Mário Jr, que viveu uma situação inusitada nesta terça-feira.

O líbero da seleção brasileira teve como reserva o ponteiro Giba, escalado neste jogo por bernardinho na posição de Mário Jr.

“Eu não poderia ficar de fora desse confronto. Como ainda não estou 100%, participei do jogo como líbero”, explicou Giba, bastante elogiado pelo titular do dia.

“Ter o Giba como companheiro de equipe é um grande privilégio para mim e para todos os outros atletas da seleção brasileira. Ele e o Serginho recebem todos os novatos bem e dão força sempre. Eles ajudam demais quem está chegando e eu quero levar esse exemplo comigo por toda a vida”, finaliza Mário Jr.

NO LUGAR DO ÍDOLO

O ponteiro Thiago Alves já foi citado algumas vezes por Giba como seu ‘peixe’. Visto pelo capitão do Brasil como um possível sucessor, Thiago Alves teve, nesta terça-feira, o papel de substituir o ídolo brasileiro em quadra, contra os Estados Unidos.

Contente com o resultado, ele sabe que precisa mostrar muito trabalho para continuar presente na seleção brasileira, ao lado de Giba.

“Eu recebo tudo o que o Giba fala como um presente. É muito bom para mim ter o meu ídolo por perto e me dando conselhos. Um elogio então, nem se fala. Preciso trabalhar bastante para conseguir ser um sucessor dele. Sei que temos grandes talentos na posição como Murilo e Dante. Por isso os mais novos devem sempre mostrar trabalho quando são acionados. É isso que pretendo fazer”, diz o ponteiro, que teve seu nome gritado exaustivamente pelas fãs durante o jogo: mais uma semelhança com o ídolo Giba.

22 de setembro de 2009 Posted by | Notícias, Temporada 2009 | Deixe um comentário

Escalas Fase Final do Jogos da Juventude do Paraná

Escala Definitiva Arbitragem Fase Final Jojup’s

Atenção – informações importantes para os Árbitros

http://www.voleiparana.com.br/index.php?pag=detalhe&codconteudo=2131&codmenu=122

22 de setembro de 2009 Posted by | Notícias | Deixe um comentário

Norte-americano campeão olímpico reforça o Vivo/Minas na temporada

O Vivo/Minas ganha mais um importante reforço para o extenso calendário da temporada 2009/2010. As diretorias do Minas, da BMG e da Vivo confirmaram a contratação do ponteiro/passador norte-americano Riley David Salmon, 33 anos, 1,96m e 89kg, jogador da seleção dos Estados Unidos e campeão mundial e olímpico em 2008, que esteve no Clube ontem. Ele está na seleção de seu país desde 2001 e vem completar o trio de jogadores olímpicos da Vivo/Minas ao lado de André Nascimento e André Heller.

 Riley Salmon

Riley Salmon

Riley também terá como companheiros de equipe Roberto Minuzzi, Luizinho e Rogério, que retornaram ao Clube, o levantador Rafael, o meio de rede Henrique, o oposto Igor, os ponteiros Maurício (está com a Seleção Brasileira adulta) e Wanderson e o líbero Serginho, base vice-campeã nacional da temporada passada. Os juvenis Victor Hillmann, Sérgio, Evaldo, Índio e George, além de Otávio, Victor Hugo, Renan, Eykmann e Leonardo completam o grupo do Vivo/Minas para 2009/10, que tem no comando o técnico Marcos Miranda, o Marcão.

O ponteiro norte-americano já conhecia os minastenistas André Heller, André Nascimento e Henrique, além do técnico Marcão, apesar de nunca ter conversado com o treinador da Vivo/Minas. O jogador comentou que a estrutura do Minas é perfeita para ele e que o time de Belo Horizonte é muito bom. Ele já vive a expectativa de jogar a Superliga.

– Quero muito jogar a Superliga, tenho certeza que será muito difícil, mas quero ser campeão – afirmou o ponteiro.

Riley nasceu em Amarillo/Texas, no dia 2 de julho de 1976, e jogou na Grécia/Olympiakos (2004/05), na Turquia/Izmir (2005/06), na Polônia/Czetehova (2006/07). Na Itália ele disputou duas temporadas (2006/07 e 2007/08), no Latina e no Treviso.

O jogador norte-americano está com a Seleção dos Estados Unidos, que fará amistosos com o Brasil, em Montes Claros (MG), no ginásio Presidente Tancredo Neves, amanhã e quarta, às 19h, e em Uberlândia, nos dias 25, 26 e 27, no Ginásio Sabiazinho, às 19h, 17h30 e 22h, respectivamente. As equipes treinam visando a Copa dos Campeões, de 18 a 23/11, no Japão.

22 de setembro de 2009 Posted by | Notícias, Temporada 2009 | 1 Comentário

Botafogo adia projeto e decide disputar Superliga só em 2010/2011

O clube carioca resolveu adiar para a temporada seguinte, como publica o jornal LANCE! nesta terça-feira, para poder estruturar melhor, seu retorno à elite do vôlei.

Com mais tempo, o Botafogo poderá reforçar o seu ginásio e firmar as parcerias com o Exército, que deve ceder as instalações para os treinamentos, e com alguma cidade carioca, que poderia também ser parceira nesta empreitada.

22 de setembro de 2009 Posted by | Notícias, Temporada 2009 | Deixe um comentário

Botafogo prepara retorno ao vôlei. Rizola será o técnico

O Botafogo está prestes a anunciar a montagem de um time feminino para a disputa da Superliga.

A informação foi publicada neste domingo pelo jornal Lance!, pelo colunista Daniel Bortoletto.

O técnico será Antonio Rizola e serão aproveitadas jogadoras da Seleção Brasileira infanto e juvenil. A inscrição para a Superliga, inclusive, já foi feita.

Os treinamentos do novo time estão previstos para a Escola de Educação Física do Exército (Esefex), na Urca. É lá também que a Unilever realiza bsua preparação. Já as partidas acontecerão no ginásio do próprio Botafogo, que passará por reformas.

Atualmente, o clube procura patrocinadores. A Liquigás, que expõe sua marca na camisa do time de futebol, já aceitou deixar o espaço master do uniforme do vôlei. Deverá ficar com o espaço nas mangas das camisas das atletas.

Barueri negocia com Zé Roberto montagem de time

O técnico José Roberto Guimarães voltou a confirmar que dirigirá novamente clubes a partir da próxima temporada.

Depois de deixar o Pesaro, da Itália, Zé atendeu a um pedido de Ary Graça, presidente da CBV, para ficar um ano exclusivamente com a Seleção. Para a temporada 2010/2011, porém, ele já tem a liberação da entidade para comandar um time Barueri, cidade na Grande São Paulo, onde o técnico reside.

O projeto já está em andamento com a prefeitura da cidade e o otimismo para montagem de uma equipe é grande.

– A estrutura em Barueri é muito boa, agora precisamos de um patrocinador para montar a equipe. Este será o maior desafio. Sabemos que isto não é simples – comentou Zé Roberto, ao site LANCENET!.

José Calil, secretário de esportes de Barueri, o projeto do time feminino é para três anos de duração inicialmente, até 2012.

– A esperança é que a figura do Zé nos ajude a conseguir um patrocínio. Queremos uma parceria com uma única empresa. Não queremos mais de uma, pois senão o nome da cidade não vai aparecer – falou Calil, que afirmou que a equipe, se realmente sair do papel, jogará no Ginásio José Correa, sede de algumas finais da Superliga no passado.

21 de setembro de 2009 Posted by | Notícias, Temporada 2009 | Deixe um comentário

Florianópolis assume Sul-Americano

Vinte anos após a última disputa, o Grupo Cimed viabiliza a realização do Campeonato Sul-americano de Clubes. O torneio, que terá o nome de  Copa Cimed de Vôlei será realizado na Grande Florianópolis, no período de 7 a 11 de outubro. Organizado pela Confederação Sul-Americana de Voleibol e Confederação Brasileira de Voleibol (CBV) com o apoio institucional do Grupo Cimed, o campeonato  reunirá em Santa Catarina oito clubes, sendo quatro clubes do Brasil e quatro representando a Argentina, Colômbia, Peru, Uruguai.

As equipes que vão disputar o título pelo Brasil são a  Cimed, atual campeã da Superliga 08/09, Vivo/Minas, Sada/Cruzeiro e Brasil Vôlei Clube. O representante da Argentina é o Union de Formosa; Clube Nacional de Futebol, pelo Uruguai, Clube Deportivo Peru, representando o Peru e COC Colômbia, pela Colômbia.

As equipes participantes chegam a Florianópolis no dia 5 de outubro, segunda-feira. Na terça-feira, dia 6/10, as equipes fazem treinos e participaram do congresso técnico. Os jogos serão a partir do dia 07 até o dia 11 de outubro, sendo a fase classificatória entre os dia 7 e 9, as semifinais dia 10 e a final dia 11 de outubro. O local dos jogos de classificação ainda não está definido, pondendo ser no ginásio do Sesc ou no ginásio do Instituto de Educação, em Florianópolis.  As partidas semifinais e finais serão realizadas na Arena Multiuso em São José, na Grande Florianópolis. A Cimed também está disponibilizando dois ginásios para treinos das equipes: o Capoeirão e o Carlos Alberto Campos, em Florianópolis.

Renan Dal Zotto

Renan Dal Zotto

– Estamos há duas semanas do evento, e somente na quinta-feira foi nos dado o direito de sediar a competição, que antes seria realizada em São Paulo, portanto, estamos na correria para fechar com um ginásio que esteja dentro das condições exigidas para um torneio internacional e pela Confederação Sul-americana – explica o gerente de esportes da Cimed, Renan Dal Zotto.

Segundo Renan, a Prefeitura de São José está buscando alternativas para manter a competição toda lá na Arena, mas como já havia compromissos agendados no local, ainda não é possível ter essa confirmação.

– Até quarta-feira vamos ter a resposta definitiva do ginásio dos jogos da fase de classificação – enfatiza Renan.

O sistema de disputa do Campeonato terá 12 jogos na fase classificatória, divididos em dois grupos A e B, com todos jogando contra todos dentro do grupo. Classificam-se para a semifinal os dois clubes de cada grupo com melhor índice técnico. A disputa da semifinal será pelo cruzamento olímpico, o segundo colocado do grupo A contra o primeiro do grupo B e o primeiro do grupo A contra o segundo do grupo B. Na final, serão definidos o terceiro lugar, o vice e o campeão do torneio. Na fase de classificação serão realizados quatro jogos por dia, todos a partir das 14 horas.

O clube campeão do Sul-americano – Copa Cimed, será o representante da América do Sul no Mundial de Clubes,  realizado em Doha, no Qatar, de 3 a 8 de novembro.

21 de setembro de 2009 Posted by | Notícias | Deixe um comentário

Com patrocinador novo, Osasco adota o laranja e branco

Empresa alimentícia retoma apoio ao esporte de quadra mais vitorioso do país com uma das equipes de maior destaque do vôlei nacional

Empresa alimentícia retoma apoio ao esporte de quadra mais vitorioso do país com uma das equipes de maior destaque do vôlei nacional

Dez anos após acabar com um projeto vencedor no voleibol feminino, a Nestlé está de volta com força total. Nesta segunda-feira (21/9), a multinacional de alimentos anunciou o patrocínio à equipe de Osasco, comandada por Luizomar de Moura. A partir de agora, o nome da equipe será Sollys Osasco, uma bebida à base de soja, ligada à imagem de força, energia e competitividade de uma das equipes mais poderosas do voleibol nacional.

O elenco, que conquistou os últimos oito Campeonatos Paulista, permanece sob o comando do técnico Luizomar de Moura e conta com seis atletas que serviram à Seleção Brasileira na conquista do oitavo título do Grand Prix de vôlei feminino – Thaísa, Sassá, Natália, Adenízia, Camila Brait e Ana Tiemi –, além das revelações Sthéfanie e Francynne, que acabaram de conquistar o Mundial Infanto Juvenil pela Seleção Brasileira, e Isadora, eleita melhor jogadora do mundial juvenil.

Sollys estampará todo o material da equipe, englobando uniforme e a comunicação na área de jogo (lonas de publicidade, prismas, rede, protetor de poste e protetor de cadeira de árbitro etc). Ao longo da temporada, a Nestlé prevê ações envolvendo as atletas, torcida e comunidade.

Sollys Osasco estreia o novo uniforme no jogo de abertura do 2º turno do Campeonato Paulista, em 30 de setembro, às 19h30, no Ginásio Professor José Liberatti, na partida contra o Piracicaba (APIV/Supricel/Amhpla).

O retorno da Nestlé ao Vôlei retoma uma história vitoriosa no esporte, iniciada em 1993, quando a empresa revitalizou o vôlei feminino com a criação da equipe Leite Moça (depois Leites Nestlé), tendo o técnico Sérgio Negrão e as atletas Ana Moser, Ana Paula e Fernanda Venturini como destaques do time. A equipe colecionou títulos até 1999 (Mundial de Clubes de 1994, tricampeã no Sul-Americano e na Superliga).

21 de setembro de 2009 Posted by | Notícias, Temporada 2009 | 2 Comentários

Melhor jogador do Mundial Juvenil com chance no adulto

Maurício via os treinos da seleção adulta eleito o melhor jogador no título brasileiro na competição

Maurício via os treinos da seleção adulta eleito o melhor jogador no título brasileiro na competição

Há dois meses, quando se preparava para o Campeonato Mundial juvenil, o ponteiro Maurício via atentamente os treinos da seleção adulta, repleta de estrelas. Hoje, eleito o melhor jogador no título brasileiro na competição, ele está no grupo, mas custou acreditar que isso era verdade.

– Eu nem sabia que tinha sido convocado para a seleção adulta. As coisas aconteceram muito rápidas para mim neste ano. A ficha demorou a cair quando fomos campeões juvenis. Eu me pegava pensando ‘nossa sou campeão mundial agora e ainda mais eleito o melhor jogador’. Quanto à notícia da convocação, foi meu pai quem me deu. Ele apareceu na minha casa de surpresa e me contou. Obviamente, fiquei muito feliz. Foi uma surpresa muito boa – diz o jovem ponteiro, de apenas 20 anos.

Treinando entre ídolos, Maurício elogia a postura dos atletas consagrados da seleção adulta, mas guarda o lugar de ídolo para seu irmão Everthon, também jogador.

-Gostei muito de todos no grupo. Os jogadores são muito unidos e alegres. Estou gostando bastante. Eles são ídolos de todos e comigo não é tão diferente. No entanto, eu me espelho mesmo é na minha família. Meu irmão, que jogou na última temporada comigo no Minas, é meu ídolo. É nele que eu me espelho – revela o jovem talento brasileiro, que pretende ter uma longa carreira na seleção.

– É muito bacana estar entre os melhores do mundo. Quero aprender muito para, no futuro, ocupar um lugar nesse grupo. Tenho essa esperança – finaliza Maurício.

20 de setembro de 2009 Posted by | Notícias, Temporada 2009 | Deixe um comentário

Rodrigão volta às quadras

Motivado pelo seu retorno na última quarta-feira, quando ajudou o Pinheiros/Sky a vencer o Lupo/Náutico em Araraquara depois de dois meses se recuperando de uma lesão no ombro esquerdo, Rodrigão volta à quadra nesta segunda-feira, quando sua equipe recebe o Vôlei Futuro.

O confronto, que encerra a 12ª rodada da fase de classificação do Super Paulistão, será disputado às 20 horas no ginásio do Esporte Clube Pinheiros, na Capital.

– Estou muito feliz por estar voltar a jogar depois de tanto tempo e encaro cada nova partida com grande motivação. É claro que ainda não estou em meu estágio físico e técnico ideal, mas o (técnico) Cebola sabe que se precisar de mim, vou procurar ajudar o Pinheiros/Sky a conquistar mais uma vitória – garantiu o central que está completando 10 anos de seleção brasileira.

Como o Brasil Vôlei venceu o Climed/Atibaia por 3 a 1 na última sexta-feira, na abertura da 12ª rodada do Super Paulistão, e manteve a liderança com 22 pontos ganhos, o time de Rodrigão, que soma 20 pontos, precisa da vitória sobre o Vôlei Futuro para novamente encostar na equipe de São Bernardo do Campo.

20 de setembro de 2009 Posted by | Notícias, Temporada 2009 | Deixe um comentário

Manoel Ribas mostra Competência

O município de Manoel Ribas foi destacado pelo diretor-presidente da Paraná, Marco Aurélio Saldanha Rocha, nessa quarta-feira (9/9), pelo empenho para manter a fase regional dos 52.º Jogos Abertos do Paraná (Jap’s), diante da insistência de alguns segmentos da população tentarem a suspensão como medida de prevenção à transmissão do vírus da Gripe A (H1N1). O prefeito Valentin Darcin precisou atender exigências do Ministério Público para que a competição fosse realizada. 
Esse mesmo entendimento não ocorreu em Assis Chateaubriand, por exemplo, mesmo com a cidade preparada para a competição. Uma decisão da Justiça, na tarde de sexta-feira (4/9), quando a maioria dos atletas e dirigentes já estava na cidade, impediu o evento, causando transtornos para mais de 30 municípios. 
Marco Aurélio disse que o prefeito de Manoel Ribas foi determinado e valente. “Tenho visitado e agradecido o empenho de todos os prefeitos que estão recebendo as regionais dos jogos durante essa semana, já que em algumas cidades o Ministério Público impediu a realização da competição. O prefeito Valentin abraçou a competição com coragem, determinação e tenho certeza de que Manoel Ribas vai realizar uma das melhores e a maior regional do Paraná”, elogiou Marco Aurélio.

Em Manoel Ribas, Marco Aurélio conversou com o prefeito e fez questão de visitar todos os locais de competição, onde constatou que todas as exigências do Ministério Público foram atendidas. Valentin disse que assinou um documento do MP se comprometendo a cumprir uma série de exigências. “Cumprimos tudo o que foi exigido e nenhum caso suspeito de gripe foi registrado até agora durante os jogos. Temos agentes de saúde em todos os ginásios, higienizando as mãos das pessoas que entram nos locais com álcool em gel”, conta o prefeito. 
O presidente da Paraná Esporte também conversou com o secretário da saúde do município, o médico Sigfrid Willi Schweigert, que confirmou não ter registrado nenhum caso suspeito com a presença dos atletas na cidade. “Não tivemos nenhum caso notificado durante essa semana que envolva pessoas que participam dos jogos. Na verdade hoje está tudo estabilizado na cidade. O maior pico de notificações aconteceu de 13 a 18 de agosto. A presença dos atletas e dirigentes de fora não alterou em nada o quadro”, garante o médico.

Marco Aurélio também almoçou com os atletas no refeitório central e entregou a premiação aos campeões do basquete e voleibol masculino na noite de quinta-feira. “Todos estão de parabéns pela participação. Essas informações repassadas pelo secretário de saúde confirmam que a doença já está controlada no Estado e não havia razão para o cancelamento em outras cidades”, completa.

11 de setembro de 2009 Posted by | JAP'S, Notícias, Temporada 2009 | Deixe um comentário

Irati recebe 56 equipes de 16 municípios

A sede Irati da fase regional dos 52.º Jogos Abertos do Paraná (Jap’s 2009), de 4 a 12 de setembro, terá a participação de 16 municípios, representados por 56 equipes nas modalidades de basquete, bocha, bolão, futebol, futsal, handebol, vôlei, vôlei de praia e xadrez. A solenidade de abertura será no início da noite desta sexta-feira (4/9), a partir das 19 horas, no Ginásio de Esportes Agostinho Zarpellon Júnior. Em seguida, às 21 horas, já haverá o primeiro jogo, de futsal, entre os municípios de Irati e Castro, pelo sexo masculino.
Os demais confrontos da primeira rodada serão disputados sábado em todas as modalidades, nos períodos da tarde e noite. No futsal, masculino, jogam Rio Azul x Foz do Jordão, às 20 horas, e Campina do Simão x Rebouças, às 21 horas, no Ginásio Fortunato Colaço Vaz, onde também jogam, pelo sexo feminino, às 19 horas, Reserva x Rebouças. O outro jogo pelo feminino será no Ginásio Agostinho Zarpellon Júnior, às 13 horas, entre Prudentópolis e Irati.
A modalidade de futsal é a que tem o maior número de participantes, nove do sexo masculino e cinco do feminino. A bocha e o futebol são as únicas modalidades não disputadas pelos dois sexos, apenas pelo masculino. Duas modalidades, na categoria feminino, tiveram só uma inscrição e esses municípios estão classificados automaticamente para a fase final, de 23 de outubro a 1.º de novembro, em Francisco Beltrão. São as equipes de handebol de Rebouças e a de vôlei de praia de Ponta Grossa.
Já o município com o maior número de equipes é o da casa, Irati, com oito, nas modalidades de basquete (feminino), bocha, futebol, futsal (feminino e masculino), vôlei (feminino e masculino) e xadrez (masculino). Quatro municípios participam só de uma modalidade: Campina do Simão e Imbaú, do futsal, no masculino; Inácio Martins, da bocha; e Palmeira, do vôlei, no masculino.
Vale lembrar que Ponta Grossa, com o segundo maior número de equipes em Irati, sete, não participa da fase regional nas modalidades de basquete (feminino e masculino), bolão (feminino), futebol, futsal (feminino e masculino), handebol (feminino) e vôlei (feminino e masculino) porque integra a Divisão A com essas equipes, que vão direto para a fase final.
Dos municípios que disputam a fase regional (Divisão B) em Irati, Telêmaco Borba também está na Divisão A com o time de futsal (masculino) e Prudentópolis com a equipe de vôlei (feminino).
Além de Irati, participam os municípios de Campina do Simão, Carambeí, Castro, Foz do Jordão, Imbaú, Inácio Martins, Palmeira, Piraí do Sul, Ponta Grossa, Prudentópolis, Rebouças, Reserva, Rio Azul, Telêmaco Borba e Tibagi

3 de setembro de 2009 Posted by | JAP'S, Notícias, Temporada 2009 | Deixe um comentário

Manoel Ribas recebe 1.200 atletas

A cidade de Manoel Ribas sedia a partir desta sexta-feira, a fase regional dos 52º Jogos Abertos do Paraná – região 8 -, que inclui os municípios da região de Campo Mourão. Das oito regionais, Manoel Ribas sedia a maior, com a participação de 32 municípios, 99 equipes e um total de 1.200 atletas. A competição prossegue até o próximo dia 12 de setembro (sábado).
Campo Mourão estará competindo em Manoel Ribas nos torneios de bocha, bolão e vôlei de praia. No entanto, bolão e bocha estarão sendo disputados na cidade de Pitanga, já que Manoel Ribas não possui quadra para essas modalidades.
A Comissão Central Organizadora está instalada no Colégio Estadual Professora Reni Correia Gamper, enquanto que o refeitório central será no salão paroquial da igreja.
O cerimonial de abertura terá início às 19h30, no ginásio de esportes Ary Kiffury, com tradicional desfile dos atletas. Estarão buscando classificação para a fase final em Manoel Ribas os seguintes municípios: Altamira do Paraná, Apucarana, Arapongas, Arapuã, Araruna, Ariranha do Ivaí, Barbosa Ferraz, Boa Ventura de São Roque, Bom Sucesso, Borrazópolis, Califórnia, Campina da Lagoa, Campo Mourão, Engenheiro Beltrão, Faxinal, Iretama, Ivaiporã, Jandaia do Sul, Jardim Alegre, Laranjal, Luiziana, Mamborê, Mato Rico, Nova Cantu, Nova Tebas, Palmital, Peabiru, Pitanga, Quinta do Sol, Roncador, São João do Ivaí e Manoel Ribas. 
A competição
Disputados nas divisões A e B, os Jogos Abertos do Paraná ocorrem entre as seleções dos municípios. Nove modalidades estarão em disputa na fase regional: basquetebol, bocha, bolão, futebol, futsal, handebol, vôlei, vôlei de praia e xadrez. Nesta etapa, participam somente equipes da Divisão B, que servem de acesso para a classe “A”. No entanto o vôlei de praia e o xadrez formam exceção por serem disputados somente na Divisão “A”. Além das modalidades da fase regional, somam-se na final o atletismo, ciclismo, ginástica rítmica, judô, natação, tênis e tênis de mesa.

3 de setembro de 2009 Posted by | JAP'S, Notícias, Temporada 2009 | Deixe um comentário

Paula Pequeno está de volta

Sem entrar em quadra durante a conquista do oitavo título do Grand Prix, a melhor jogadora de vôlei dos Jogos Olímpicos de Pequim/08 está de volta à seleção brasileira. Depois de uma cirurgia no joelho esquerdo e três meses de recuperação, a ponteira Paula Pequeno não vê a hora de reestrear com a camisa verde-amarela. A previsão é que isto aconteça no Campeonato Sul-Americano. “Estou me sentindo a cada dia melhor. A cirurgia foi muito bem feita e a recuperação foi ótima. Estava morrendo de saudades da seleção e dos treinamentos.

Agora tenho que trabalhar forte para ficar em forma o quanto antes e poder ajudar a equipe”, contou Paula, que sofreu por não estar com as companheiras na última conquista. “Sou muito agitada. É difícil ficar só assistindo, sem poder entrar em quadra. Estava ansiosa para voltar logo. Mas o importante é que as meninas deram conta do recado”, disse a ponteira brasileira. Uma das remanescentes do ouro olímpico em 2008, Paula Pequeno comentou a renovação da seleção brasileira, promovida pelo técnico Zé Roberto. “Está mais do que provado que a renovação da equipe deu certo. As meninas que chegaram possuem qualidade e espírito de grupo. Isso é muito importante. Para nós, que estamos há mais tempo na seleção, é muito bom saber que tem muita jogadora boa vindo por aí”, afirmou a atacante. Depois de 10 anos seguidos no Osasco (SP), Paula Pequeno está de mudança para o voleibol russo.

A ponteira assinou contrato de um ano com o Iskra Odintsovo. “Resolvi que era hora de encarar um novo desafio e de experimentar coisas novas. Estou animada, mas bastante nervosa. Não sei como vai ser. Mas conversei rapidamente com o Giba, que também jogou neste clube, e peguei algumas dicas”, encerrou Paula.

3 de setembro de 2009 Posted by | Notícias, Temporada 2009 | Deixe um comentário

Dentre os estrangeiros, brasileiros são a maioria para Superliga Masculina Espanhola

Quatro atletas brasileiros do Soria: Nelson Dimitroff, Evandro Pontes, Moisés Dos Santos e Carlos Moreira, o Bambú

Quatro atletas brasileiros do Soria: Nelson Dimitroff, Evandro Pontes, Moisés Dos Santos e Carlos Moreira, o Bambú

O Brasil segue como um dos países que mais exporta jogadores. Se na atual temporada as estrelas das seleções masculina e feminina retornaram ao país, os ditos “jogadores intermediários” tomam conta do mercado europeu.

Até o momento, na Superliga Masculina da Espanha, são 21 atletas brazucas – o que representa 41% do total de estrangeiros no país, 51.

Veja os nomes

Haroldo Lino da Silva, central, CAI Teruel

Marcos Dreyer, central, Palma Voley

Moisés Santos César, central, Ciudad M. Ambiente Soria
Carlos Alexandre Moreira “Bambú”, central, Ciudad M. Ambiente Soria
Evandro Pontes, ponteiro, Ciudad M. Ambiente Soria
Nelson Dimitroff Jr., oposto, Ciudad M. Ambiente Soria

André de Oliveira, central Tarragona

Paschoal Martins, ponteiro, Murcia

Rodrigo Mendes, oposto, Zaragoza

Thiago Oliveira, central, Barcelona
Luiz Carvalho Roque, central, Barcelona

Carlos Alberto Alves, central, 7 Islas-Vecindário
Cristiano Bosnich, levantador, 7 Islas-Vecindário
Wilson Pires, oposto, 7 Islas-Vecindário
João Valquintans, ponteiro, 7 Islas-Vecindário

Thiago Araújo, ponteiro, Puerto Real
Rodrigo Mudo, central, Puerto Real

Rodrigo Pereira Abreu, oposto, Caravaca
Diogo Barros, levantador, Caravaca
Walace Trindade, ponteiro, Caravaca
Legran Sizervincio, central, Caravaca

3 de setembro de 2009 Posted by | Notícias, Temporada 2009 | Deixe um comentário

Clínica de Voleibol realizada no México no Mundial Juvenil Feminino

10268_t1

http://www.arbitrosdevoleibol.com/PT/Arquivos/Clinic%20do%20Mexico%202009.pdf

3 de setembro de 2009 Posted by | Orientações Gerais, Regras Oficiais | Deixe um comentário

Regra de Volei de Praia

 

http://www.arbitrosdevoleibol.com/PT/Arquivos/regpraia2006.pdf

3 de setembro de 2009 Posted by | Regras Oficiais | Deixe um comentário

Algumas considerações importantes acerca do desenvolvimento do Voleibol nos últimos 20 anos

Artigo sobre o desenvolvimento do voleibol 

Por ALEXANDER STEEL, Presidente da Comissão das Regras do Jogo da FIVB
 
 http://www.arbitrosdevoleibol.com/PT/Arquivos/Algumas_Consideracoes.pdf 

3 de setembro de 2009 Posted by | História, Notícias, Orientações Gerais, Temporada 2009 | Deixe um comentário

Fases Regionais dos JAPs começam amanhã

A fase regional dos 52.º Jogos Abertos do Paraná (Jap’s) começa nesta sexta-feira (4/9), em seis das oito sedes: Assis Chateaubriand, Coronel Vivida, Irati, Mandaguari, Manoel Ribas e Siqueira Campos. Nesses municípios a competição vai até o dia 12. Nas outras duas sedes, São José dos Pinhais e Francisco Alves, a disputa será em outubro, de 5 a 12, na primeira, e de 9 a 17, na segunda cidade.

Maringá (azul) x Ponta Grossa na fase final de 2008

Maringá (azul) x Ponta Grossa na fase final de 2008

Nas seis primeiras sedes, nessa sexta-feira, a partir das 20 horas, serão realizadas as cerimônias de abertura. Já a competição propriamente dita começa no sábado (5/9). Em todas as sedes, a fase regional seria de 21 a 29 de agosto, mas em razão do atraso para o início do semestre letivo nos colégios estaduais, como prevenção ao contágio da gripe A1N1, houve a necessidade de remanejamento.
Segundo o diretor-presidente da Paraná Esporte, Marco Aurélio Saldanha Rocha, essa reprogramação tornou-se indispensável porque os atletas utilizam salas de aulas como alojamentos. “Tivemos até que mudar algumas sedes, mas o importante foi que chegamos a um consenso com a Secretaria de Estado da Educação. Por isso também estamos aproveitando os feriados de 7 de setembro e 12 de outubro, para diminuir os dias de reposição das aulas. E não tínhamos muitas datas para negociar, porque a fase final da competição está marcada para o período de 23 de outubro e 1.º de novembro”, explicou Marco Aurélio.

Maringá x Cascavel, na fase final em 2008

Maringá x Cascavel, na fase final em 2008

Participam da fase regional dos Jap’s as equipes da Divisão B nas modalidades coletivas (basquete, bocha, bolão, futebol, futsal, handebol e vôlei) e do vôlei de praia e xadrez em divisão única. Todas elas disputam vagas para a fase final da competição, em Francisco Beltrão, de 23 de outubro a 1.º de novembro, quando entram também as equipe da Divisão A das coletivas e de outras modalidades (atletismo, ciclismo, ginástica rítmica, judô, natação, tênis e tênis de mesa). De todas as modalidades apenas duas são específicas de um sexo: futebol, do masculino; e ginástica rítmica, do feminino.
Quanto ao sexo, ainda, na fase regional a bocha (Divisão B) é disputada apenas no masculino, em razão da pouca procura pela modalidade. Já na Divisão A é disputada pelos dois sexos. Em toda a fase regional, nas oito sedes, participam mais de sete mil atletas, formando 579 equipes e representando 179 municípios. Em números, duas sedes se destacam: Assis Chateaubriand (Região Esportiva 6 – Oeste) e Manoel Ribas (Região Esportiva 8 – Centro), respectivamente com 31 e 32 municípios e 98 e 99 equipes. Nessas duas sedes, três modalidades serão decididas só no último dia de competição.

Classificação

As equipes da fase regional disputam vagas para a fase final. As sedes com maior participação garantem mais vagas nas modalidades coletivas (menos no vôlei de praia). Nessas, no mínimo o campeão de cada uma em cada sede se classifica. Mas em algumas vão dois municípios, como por exemplo no futebol em Assis Chateaubrind e Manoel Ribas; no futsal em Manoel Ribas (feminino e masculino) e só no masculino em Mandaguari, Assis Chateaubriand e Coronel Vivida; no handebol (feminino) em Mandaguari; e no vôlei (masculino) em Assis Chateaubriand.
No vôlei de praia classificam-se para a final apenas as duplas campeãs de cada sede, nos dois sexos, o mesmo ocorrendo no xadrez, só que nas três especialidades (relâmpago, rápido e convencional).
Vale lembrar que as equipes da Divisão B de Francisco Beltrão, por ser sede da final, não participam da regional e estão automaticamente classificadas para a final, assim como uma dupla de vôlei de praia e um representante do xadrez nas três especialidades, sempre nos dois sexos.

Mais informações na página oficial do evento;  http://www.jogosabertos.pr.gov.br/japs/

3 de setembro de 2009 Posted by | JAP'S, Notícias, Temporada 2009 | Deixe um comentário

Zé Roberto revela que negou convite da CBV para assumir a seleção masculina

Técnico diz que não pensa em voltar ao comando dos homens e que segue o conselho do treinador russo Nikolay Karpol: 'Nunca traia as mulheres'

Técnico diz que não pensa em voltar ao comando dos homens e que segue o conselho do treinador russo Nikolay Karpol: 'Nunca traia as mulheres'

Único técnico da história do vôlei mundial a ser campeão olímpico com as seleções masculina e feminina, José Roberto Guimarães está satisfeito no comando das mulheres e disse que nunca mais volta a treinar os homens. Em entrevista ao programa “Bem, Amigos!”, do SporTV, o treinador revelou que negou a proposta em uma conversa com o presidente da Confederação Brasileira de Voleibol, Ary Graça, que o teria convidado a substituir Bernardinho após as Olimpíadas de Pequim.

– Uma vez o Ary veio com essa história e eu respondi que nem pensar. Vou encerrar a minha carreira no feminino. Não tem nada a ver mais, já passou essa fase. Eu me entreguei de cabeça a isso e estou seguindo o que o Nikolay Karpol (técnico da Rússia) me falou. Depois de Atenas, ele perguntou: ‘posso te dar um conselho? Nunca traia as mulheres’. Aceitei e não larguei mais – brincou Zé Roberto, lembrando do diálogo com o algoz nas semifinais das Olimpíadas de 2004.

Questionado se seguiria os passos de Bernardinho, que comanda a seleção masculina e o time feminino do Rio de Janeiro, o técnico relutou.

– Se sou técnico da seleção feminina, tenho que me aperfeiçoar no que eu faço. Não vale a pena porque não vai me ajudar com elas. É outro jogo, outro voleibol. Então, o que eu fiz? Decidi ir para a Europa. Passei três anos da minha vida estudando as minhas adversárias, dando treino para elas, e pude observar todo o cenário internacional. Isso me ajudou muito nas Olimpíadas e continua me ajudando. Passei a conhecer as meninas de todas as seleções – explicou.

3 de setembro de 2009 Posted by | Notícias, Temporada 2009 | Deixe um comentário